Paulo Afonso-BA: Equipe alerta sobre baixa vacinação da Influenza em menores de 5 anos e aumento de síndromes respiratórias agudas graves nos municípios vizinhos

Os dados apresentados pela equipe de imunização têm causado preocupação à Secretaria de Saúde em Paulo Afonso – a vacinação contra a Infleunza para crianças de 6 meses a menores de 5 anos só atingiu 23,2% do público alvo no município.

O alerta está sendo reforçado devido ao aumento de crianças menores de 5anos internadas nos município vizinhos, especialmente de cidades de Pernambuco, com síndrome respiratória aguda grave. De acordo com a Vigilância em Saúde, há um crescente número de transmissibilidade de vírus respiratórios nessas cidades e devido a proximidade geográfica de Paulo Afondo, há preocupação de haver uma nova crise.

“Faz-se necessário que os pais e responsáveis estejam atentos aos cuidados preventivos com as crianças, intensificando o uso de máscaras respiratórias, além da procura de espaços arejados ao sair, lavagem das mãos e a vacinação contra o vírus da gripe, bem como a vacinação dos maiores de 5 anos contra Covid”, diz a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Viviane Marques.

A equipe explica que em Pernambuco há a circulação dos vírus sinciciais, adenovírus, rinovírus, e influenza (gripe), além do vírus da Covid-19, em menor percentual. “O que queremos reforçar é que os leitos infantis das unidades de Pernambuco, bem como na Bahia, onde fazemos parte da rede PEBA com as transferências de pacientes, estão lotados, e já pensando em evitar que passemos por uma crise, fazemos esse alerta”, diz o secretário de Saúde, Adonel Júnior.

A vacinação contra a Influenza de 6 meses a menores de 5 anos está sendo realizada nos postos de saúde e a da Covid-19, para maiores de 5, com calendário específico.