Paulo Afonso-BA: “RUBÃO”, o sonho continua vivo

Há exatos dois anos e três meses, convidei o prefeito Luiz de Deus e o administrador do BTN, Luiz Humberto, para realizar uma visita técnica ao então “Estádio” Ruberleno.

Na oportunidade, apontei algumas questões de inviabilidade de tornarmos aquele espaço na Praça de Esportes que todos nós sonhamos. Conversamos, trocamos ideias e, por fim, saímos com a certeza de que algo seria feito para melhorias em nosso Rubão.

Pontapé iniciado e a bola rolando no sentido da demolição das arquibancadas, coberturas, vestuários, etc… Veio o tempo. A empresa contratada inviabilizou o projeto por questões financeiras e junto com o abandono veio o amontoado de lixo e escombros que se concentram dentro do único espaço de diversões das tardes de domingo dos poucos desportistas que ainda restam.

Os dias foram se passando e o esquecimento natural de nosso campinho foi aumentando… tantas histórias ali vividas estavam por um triz para serem jogadas no túnel do esquecimento.
Fiz um questionamento nas redes sociais no sentido de provocar as autoridades: Ruberleno, crescer para onde? Passou batida a mensagem que viria a tornar-se realidade.

Passados dois anos e alguns meses da colocação da placa de reforma, eis que surgiu um movimento de alguém da PMPA, anunciando a possibilidade de venda do espaço. As redes sociais ferveram por alguns dias, e, dos nossos legisladores, a única autoridade que levantou a bandeira foi a vereadora irmã Leda. Em sua proposição de tombamento do patrimônio, surgiram vários rumores, alguns a favor, outra maioria contra.

Por fim, com um certo apelo de alguns desportistas, os vereadores acuados aprovaram por unanimidade o tombamento do campo.

Hoje, ao parar para escrever um pouco sobre minha visão do que pode acontecer, de acordo com um amigo, que me encontrou, fez a seguinte pergunta: O que vai acontecer com o Ruberleno agora? Fiquei sem resposta. Por isso, retransmito a pergunta a quem de direito pode nos responder:

Quando, de verdade, vamos sonhar em ter as tardes de domingo de volta do velho e querido Ruberleno?
Oxalá, que São Tomé nos dê essa forcinha e estejamos aqui para crer no que o atual Secretário de Esportes anunciou na câmara: Um Estádio Poliesportivo no valor de R$ 11 milhões, e que desse valor sobre algumas migalhas para nosso sofrido “campinho”. Até lá!!!

Pedro Roberto Viana/RG – 2.173.160 SSP-BA.